seja bem vindo (a)

Ao Sindicato Intermunicipal dos
Trabalhadores em Edifícios e
Condomínios Residenciais,
Comerciais e Mistos Shopping do RS.

sede · porto alegre 

filial · novo hamburgo

filial · capão da canoa

sindef

quem somos

A data reconhecida como de fundação do SINDEF/RS, para todos os fins é 20.08.1973, independente da reconhecida e inestimável luta empreendida pelos bravos 50 (cinqüenta) zeladores e porteiros nos idos de janeiro de 1963. As dificuldades financeiras para a formatação rápida de um sindicato, foram os entraves encontrados à época, além da burocracia ministerial. Os empregados em edifícios e condomínios, faziam parte do Sindicatos dos Empregados em Hotelaria de Porto Alegre, após passaram a serem representados pela Federação dos Empregados em Turismo e Hospitalidade do Rio Grande do Sul.

Um grupo de idealizadores, promoveu a fundação da base sindical dos empregados em edifícios, através da criação da “Associação dos Empregados em Edifícios de Porto Alegre” em data de 25.01.1963, após sua divulgação, a Associação, que era à época pré-requisito para postular-se junto ao Ministério do Trabalho o registro como entidade sindical. Finalmente após 10 (dez) longos anos de tramitação do processo, com recebimento de correspondência e remessas de outras tantas, foi concedida a Carta Sindical em data de 20.08.1973, passando a associação à qualificar-se como SINDICATO, em seu início atuou em duas sedes provisórias, a primeira na Av. Borges de Medeiros, por aproximadamente dois meses, e após durante 2 (dois) anos em uma sala na Galeria do Rosário, em arrojado empreendimento à época, adquiriu sua primeira sede própria no ano de 1975, através do sistema PAT ( programa

dirigido a sindicatos e associações, no financiamento de bens imóveis), localizada à rua Dr. Timóteo, 878, foi devidamente reformada para atender as necessidades de um sindicato. Nesta época a maior prioridade foi a divulgação da existência do sindicato, tanto aos empregadores quanto aos empregados. Em 1985, adquiriu a casa geminada a sede, que detinha o número 880.

Os primeiros passos à nível de Sindicato foi a promoção de Dissídio originário inicialmente contra a Federação de Turismo e Hospitalidade do Rio Grande do Sul, com cláusulas básicas e em especial a criação de salário mínimo normativo à categoria, bem como da data base da categoria, ou seja,  01.MARÇO, pois até então a grande maioria dos empregados em edifícios recebiam salário mínimo.

Nos anos subseqüentes através da CES ( Comissão de Enquadramento Sindical ) o SECOVI ( Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis ) passou a representar os edifícios e condomínios, face a esta peculiaridade iniciou-se a suscitar e negociar-se os dissídios com o SECOVI/RS.

Os demais empregados fora da abrangência, da área de Porto Alegre, continuavam representados pela Federação dos Empregados em Turismo do RS. Face as dificuldades salariais encontradas pelos empregados em edifícios do vale do sinos e do litoral norte, através de Assembléia Geral do     trabalhadores, no ano de 1986, postulou-se junto ao Ministério do Trabalho, o pedido de extensão territorial com inserção de apostila na Carta Sindical, e conseqüente modificação na nomenclatura, passando a chamar-se Sindicato dos Empregados em Edifícios, Zeladores, Porteiros, Cabineiros, Vigias, Faxineiros e Serventes de Porto Alegre, Canoas, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Tramandaí, Capão da Canoa e Torres, representando os municípios e regiões circunvizinhas, criava-se posteriormente a este momento a logomarca SINDEF.

Contudo os empregados em edifícios dos demais municípios do Rio Grande do Sul, não representados pelo SINDEF, em verificando os mesmos que os salários e cláusulas sociais do SINDEF eram muito mais benéficas para eles dos que as existentes, e, com o sentimento de estarem sendo prejudicados passaram a solicitar a extensão da base a nível do estado do Rio Grande do Sul, visto que os salários daqueles municípios não representados, mal diferenciava-se do salário mínimo legal. Como o número de solicitações eram aos milhares, promoveu-se Assembléia Geral dos trabalhadores à nível regional, que tendo decidido pela extensão estadual das atividades do SINDEF, foram necessárias modificações nos Estatutos Sociais, encaminhamento ao Ministério do Trabalho através da divisão de Relações do Trabalho, acolhida a pretensão, criava-se então em data de 30.07.98, o SINDEF/RS.

Hoje o SINDEF/RS, negocia com a entidade patronal, qual seja: O SECOVI/RS, que detém a representação de aproximadamente 97% (noventa e sete por cento) dos municípios do Rio Grande do Sul.

O Salário Mínimo Profissional, normalmente é reajustado em índices superiores a inflação medida no período de apuração, além de cláusulas sociais que beneficiam a categoria como um todo. Aqui alguns exemplos:

  • Estabilidade aos funcionários em vias de aposentadoria;
  • Triênios;
  • Estabilidade para as gestantes ou funcionários em auxílio doença de 90 dias;
  • Obrigatoriedade das empresas em afixar em murais avisos;
  • Seguro de Vida, em casos de acidentes que levem o obreiro a invalidez permanente, ou morte, qualquer que seja a causa;
  • Abono de falta para estudantes em época de provas;
  • Dispensa dos empregados, para Cursos de Aperfeiçoamento Profissional, promovidos pelo SINDEF/RS.

 

linha do tempo sindef

No Brasil o surgimento do sindicalismo está diretamente atrelado ao término do período escravocrata, após séculos sendo um país onde a mão de obra era composta quase exclusivamente por escravos, o país passou atuar com mão de obra assalariada e a receber estrangeiros para os novos setores que surgiam no mercado. Os imigrantes já possuíam conhecimentos relacionados aos direitos conquistados pelos trabalhadores em países nos quais o trabalho assalariado estava instituído há mais tempo.

A realidade do trabalhador imigrante no Brasil era precária, visto a cultura escravista da época, de forma que grupos de trabalhadores começaram a surgir dando base para o que se tornariam os sindicatos futuramente.

Apesar disso o movimento sindical só surgiu no país durante o século XX com a industrialização nacional, sendo o estado de maior expressão neste meio o de São Paulo, onde a industrialização cresceu mais rapidamente.

Durante a Era Vargas houve a concretização do sindicalismo nacional. Em 1930 foi criado o Ministério do Trabalho e em 1931 ocorreu a regulamentação da sindicalização operária e patronal. A Constituição do Estado Novo trouxe a unicidade sindical, assim como a proibição da greve e a instituição do imposto sindical. Trinta anos após sua criação, o sindicalismo sofreu uma grande repressão durante o período militar iniciado em 1964, gerando diversas greves no país. A partir da década de 190 em diante houve a união de lideranças sindicais e grupos de trabalhadores na formação de movimentos, como o Movimento dos Sem Terra.

sedes

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat.

matriz porto alegre

Rua DR. Timóteo, 878

Moinhos de Vento · POA / RS

Fone: 51 3222.7522

FOTOS

filial novo hamburgo

Av. Pedro Adams Filho, 5573

Centro · Novo Hamburgo / RS

Fone: 51 3993-4179

FOTOS

filial capão da canoa

Av. Flávio Boianovski, 957

Zona Nova · Capão da Canoa / RS

Fone: 51 3625-2761

FOTOS

sede campestre

R. São Leopoldo, 450

Stella Maris · Alvorada / RS

Fone: 51 98447-5809

FOTOS

no interior

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat.